Conhecimento ou Pseudo Conhecimento?

| | 4 de abr de 2010
|




         É engraçado quando dizemos que dominamos um assunto, podemos ficar horas dissertando sobre e nos achamos o máximo. Pois tome muito cuidado caro leitor, você pode estar sendo vítima de um pseudo-conhecimento. Durante nossas vidas estudamos o conhecimento de outros e tomamos como verdade irrefutável, sem ao menos nos questionarmos sobre tal, deixamos que a sociedade impusesse, digamos assim, tais conhecimentos e apenas repetimos em voz branda e segura, para parecermos donos do domínio, não que façamos isso premeditado, mas porque não fomos incentivados a assumir nossa total ignorância, ai você pensa, SIIM! CLARO!! AGORA VOCÊ QUER DIZER QUE EU SOU BURRO!!! Não meu caro amigo, não confunda ignorância com burrice! O que tento lhes passar é a diferença do pseudo-conhecimento e pseudo-ignorância entre o verdadeiro conhecimento e a ignorância.
         Quando estudamos algum assunto a fundo, pesquisamos várias fontes para termos algum embasamento e, assim, erguermos nosso conhecimento, mas, quando fazemos isso, estamos criando um pseudo-conhecimento, nós não questionamos nenhum ponto, ingerimos tais informações sem digeri-las. Para criarmos um conhecimento real, precisamos perguntar porque ele chegou nessa conclusão e o que levou ele a pensar por esse caminho e  não por outro. Temos que questionar todos os pontos, Porque esse pensamento? Porque esse caminho? Porque o Ronaldo brilha muito no Corinthians se o time de viados é o São Paulo? Quando assumimos total ignorância, conseguiremos chegar ao conhecimento puro!
         Quem nunca escutou a frase de Sócrates "Só sei que nada sei" e sai gritando ao leu admitindo assim uma pseudo-ignorância, até porque muitos não sabem o real significado da frase e até quem é Sócrates, muitos com pseudo conhecimento dizem saber, mas não sabem explicar, a idéia dessa frase é, ele abdicar de todo o possível conhecimento que tem sobre a vida e a ciência para que a esfinge o ensinasse o verdadeiro conhecimento.
         Um bom começo para nos reeducarmos é começar perguntando o porque, assim como as crianças fazem, como elas não possuem conhecimento algum, questionam para confrontarem com suas idéias, portanto, não se contente com o conhecimento entregue de mãos beijadas, busque você a verdade. Viu uma noticia em algum jornal, procure a fonte, procure os fatos e crie você o seu conhecimento sobre o assunto.
         Agora nem tudo é questionável, se você quiser manter-se vivo, sem braços ou pernas quebradas e cheio de hematomas, nunca questione uma mulher de TPM.

Rodrigo Bittencourt

0 Insanidades:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails
 

Blog Archive

Seguidores

Tenha seu próprio domínio Grátis!